A SOMOS Educação participou de uma série de debates sobre educação básica na 26ª edição da Bett Educar, que ocorreu na última semana no Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP). Na oportunidade, foram abordados temas macro sobre o assunto até o dia a dia em sala de aula, principalmente no que se refere ao bilinguismo, com a Red Balloon e English Stars.

Mario Ghio, presidente da SOMOS, participou no Fórum de Gestores e apresentou dados que mostram que o percentual de brasileiros ingressantes na educação básica privada é muito maior hoje em dia do que era há alguns anos. Os pais estão mais dispostos a destinar mais recursos para educação e, com menos filhos, eles conseguem investir mais. “Há 30 anos, praticamente as únicas opções que os jovens imaginavam na hora de escolher suas profissões era serem advogados, médicos e engenheiros. Hoje, se você perguntar para uma sala de 50 pessoas, você ouvirá 100 opções de profissões diferentes. A escola precisa acompanhar esse movimento e ensinar para esses diferentes perfis de alunos”, afirmou Mario Ghio.

Já Thiago Kono, diretor Marketing e Operações e Daniel Zimand, gerente Nacional de Franquias da SOMOS Idiomas, explicaram as diferenças entre programa bilingue, inglês in school e o high e middle school, além das estratégias para o ensino da segunda língua. “Não importa o modelo de ensino de uma segunda língua que a escola tenha preferência, o que ela precisa ter em mente é a manutenção da história e do posicionamento da instituição, isso é fundamental”, afirmou Daniel.

Outra palestrante da SOMOS, Ruymara Almeida, diretora Pedagógica da Red Balloon, abordou as definições e atribuições do bilinguismo no Brasil e as diferenças entre escolas bilingues e internacionais. “Enquanto as instituições internacionais oferecem um calendário internacional com foco numa educação no exterior, as escolas bilingues brasileiras seguem as recomendações do MEC e giram em torno de um currículo nacional, que compreenda o aprendizado de outras matérias por meio do idioma e processos seletivos brasileiros, como os vestibulares e o ENEM”, ela afirma.

Além das palestras, outras duas importantes soluções educacionais do grupo SOMOS estiveram presentes com estandes explicativos e educativos para interações com o público da feira. O Sistema Anglo de Ensino trouxe uma Linha do Tempo interativa sobre o contexto educacional desde meados do século XX e um Graffiti virtual, ferramenta que possibilita ao participante do evento ilustrar digitalmente a imagem tridimensional do leão, figura registrada do Anglo.

O Sistema de Ensino pH levou para a sua segunda participação na Bett Educar uma apresentação dos pontos discutidos pela Base Nacional Comum Curricular, por meio da Smart Window, um display LCD interativo e inovador, assim como o Desafio Genius e jogos de memória que colaboram com a capacidade de memorização e raciocínio dos alunos.

Também estiveram presentes as Soluções Educacionais O Líder em Mim (OLEM) e a plataforma Plurall.

Accessibility